Tag "mini-proctor"

Tags: , , , ,

Compactação Mini-Proctor


Entre nós o procedimento de compactação em escala reduzida em relação ao Proctor tradicional foi divulgado pelo Engº Carlos de Souza Pinto (1965), para obtenção de CP’s na aplicação do estudo de solos com aditivo. Nogami (1972) utilizou este procedimento de compactação, por ele designado Mini-Proctor, na obtenção de CP’s para determinação do suporte de solos típicos do Estado de São Paulo. Posteriormente a compactação Mini-Proctor foi utilizado, por Nogami e Villibor, para definição de novos ensaios da Metodologia MCT.

Será apresentado o procedimento do Ensaio de Compactação Mini-Proctor, com exemplo aplicativo e também para um maior conhecimento sobre a compactação de solos tropicais, apresentam-se algumas peculiaridades dos mesmos.

Autores:

Douglas Fadul Villibor

Driely M. Lancarovici Alves

Clique aqui para fazer o download

Postado em NotíciasComentários (0)

Tags: , , , , ,

Quando um SAFL é adequado para Base de Pavimentos?


Nem todos os SAFL são apropriados para uso em bases, ou seja, somente podem ser utilizados aqueles que satisfazem as especificações:

  • Ter granulometria que permita a aplicação da Metodologia MCT, ou seja: deve passar integralmente na peneira de 2,00 mm de abertura ou ter, no máximo, 10 % retido;
  • Pertencer à classe de solos de comportamento laterítico da Classificação Geotécnica MCT (grupos LA, LA' ou LG');
  • Apresentar, quando compactado na EI do Mini-Proctor, Valores das propriedades mecânicas e hídricas, dentro dos intervalos recomendados nas tabelas 5.3 e 5.4 do livro "Pavimentos Econômicos" disponível no portal;

O critério para a verificação do comportamento laterítico, assim como das propriedades dos solos para uso em bases, é essencialmente tecnológico. Os valores dos intervalos das referidas tabelas foram obtidos pela avaliação de pistas executadas com esse tipo de base, as quais apresentaram bom comportamento em serviço, conforme detalhado no Capítulo 4 do livro "Pavimentos Econômicos".

Postado em Pavimentação, Perguntas e RespostasComentários (0)

Tags: , , , ,

Ensaio Mini-CBR de Campo – Procedimento Dinâmico


Os ensaios de suporte in situ podem ser efetuados com facilidade devido à pequena carga necessária: cerca de 500 kgf para base e menos de 100 kgf para subleitos naturais não compactados. As amostras indeformadas podem ser obtidas, facilmente com o uso de camisas metálicas. No método M-7 é apresentado o procedimento em que a carga é produzida por um golpe de soquete tipo leve, do mesmo tipo usado no Mini-Proctor, porém com algumas adaptações.

Postado em NotíciasComentários (0)

  • +Lidos
  • Últimos
  • +Comentados
  • Tags
  • Assine