Tag "Meio Ambiente"

Projetos que valorizam a vida

Tags: , , , ,

Projetos que valorizam a vida


pranchetaA aplicação de conceitos de humanização em projetos de arquitetura, engenharia e design de interiores sempre permeou a criação dos profissionais dessas áreas, mas ganhou importância fundamental a partir do momento em que qualidade de vida passou a ser tema valorizado, sobretudo nos grandes centros urbanos. A repercussão das condições ambientais na sensação de bem-estar do usuário do ambiente, seja este de trabalho, de compras, lazer, moradia ou outros espaços, é hoje fator incontestável e determinante. O conforto ambiental gera satisfação ao usuário e, conseqüentemente, propicia melhorias na qualidade de vida, sobretudo se este usuário vivenciar várias horas de seu dia em um determinado ambiente. Luz, cores, ergonomia, paisagismo, temperatura, acústica e circulação são componentes essenciais considerados na concepção de um projeto que visa humanizar o ambiente e torná-lo propício à convivência harmoniosa e produtiva. Nesta concepção, o projeto carregará em seu cerne valores sociais que recheiam os aspectos estéticos com a possibilidade da convivência e do prazer em se estar em um determinado espaço. Desta forma, um projeto de arquitetura, engenharia ou design leva em conta a estética, produto de uma cultura e elemento fundamental ao prazer, e incorpora componentes advindos de outras áreas do conhecimento como a psicologia, a sociologia, fisiologia e, até mesmo, as técnicas de gestão de empresas (quando se trata de projetos de áreas comerciais). Esse composto empregado na concepção de projetos considera o indivíduo e sua dimensão humana como prerrogativas para um ambiente personalizado e adaptado à finalidade do mesmo. Assim, a moradia, o trabalho e o lazer se dão em um espaço onde o indivíduo tenha prazer em estar. Contudo, sabemos que as condições sócio-econômicas da população brasileira não permitem a aplicação desses conceitos, especialmente na moradia, à qual milhões de famílias não têm nem mesmo acesso. Cabe, então, às empresas, humanizar seus ambientes, proporcionando aos seus colaboradores conforto e contribuições à qualidade de vida. Para isso, o projeto arquitetônico e o design de interior devem contemplar, ao máximo, os elementos que tornam o ambiente confortável e adequado. As empresas, cientes da importância do bem estar no trabalho, criam, até mesmo, espaços para outras atividades que propiciem alternativas para a qualidade de vida de seus funcionários. Academias de ginástica, espaços para prática de thai chi chuan, ioga ou meditação, salas de relaxamento e massagem permitem que os colaboradores cuidem da saúde, evitem o estresse e se refaçam para continuar enfrentando as batalhas diárias do mercado profissional que está cada vez mais competitivo. As facilidades e a tranqüilidade proporcionadas por ambientes adequados às necessidades do ser humano contribuem, de maneira decisiva, para a boa produtividade empresarial e para a saúde física, mental e emocional dos indivíduos. Afinal, projetos de engenharia, arquitetura e design inadequados transformam o local em um espaço de onde se quer sair o mais rápido possível. Sensação oposta é produzida por ambientes agradáveis. Conforto acústico e térmico, boa iluminação, funcionalidade, mobiliários e cores fazem do projeto um estudo focado no ser humano, no qual a valorização da vida e do convívio humano são as prioridades máximas.

Amália Faleiros Engenheira civil e designer de interiores

Postado em Meio Ambiente, EntrevistasComentários (0)

Implantação de Oleoduto com qualidade ambiental

Tags: , , , ,

Implantação de Oleoduto com qualidade ambiental


Implantacao_oleodutoA LENC – Engenharia e Consultoria está atuando, via contrato de Gestão Ambiental com a Petrobrás, na obra de manutenção de um trecho do oleoduto OSBAT 24”, que liga o Terminal Aquaviário de São Sebastião a Cubatão (SP). O projeto é decorrente de uma sistemática inovadora de Gestão Ambiental que contempla os mais modernos instrumentos de gestão, tais como: monitoramento, avaliação de impactos e avaliação de desempenho ambientais. O respeito ao meio ambiente tem sido, cada vez mais motivo de preocupação entre os diversos setores da sociedade mundial. Após a divulgação do relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças do Clima (IPCC), tem crescido, na iniciativa pública e privada, a busca por instrumentos que permitam um profundo processo de Gestão Ambiental de Obras. Esse é o foco do inovador trabalho de Gestão Ambiental da obra de manutenção do OSBAT 24’’, que vem sendo realizado através da parceria entre a Petrobras/Transpetro e a LENC, com resultados apresentados na reunião mensal das empresas contratadas, no dia 29 de agosto, em São Bernardo do Campo – SP. A obra que está sendo executada é uma substituição de um trecho do oleoduto, em operação desde 1968, e atende às exigências técnicas e de segurança ambiental atualmente exigidas. O OSBAT 24” é um duto operado pela Petrobrás e composto por duas linhas, sendo uma entre São Sebastião e Guaratuba com 70,5 quilômetros de extensão, e outra entre Guaratuba e a Refinaria Presidente Bernardes, em Cubatão, com 50,5 quilômetros. O trecho que está sendo substituído fica entre São Sebastião e o bairro do Camburi, com 26 quilômetros de extensão. É o segundo trecho do oleoduto que está sendo modernizado, mas há estudos para substituí-lo, integralmente até Cubatão. Resultado do compromisso da Petrobras/Transpetro com a preservação ambiental e a capacidade técnica da LENC Engenharia, o trabalho, que está sendo desenvolvido desde janeiro de 2007, tem como foco o monitoramento ambiental da efetiva implementação do Plano de Gestão Ambiental e dos planos e programas complementares estabelecidos: na Licença Ambiental de Instalação, aqueles definidos pela Petrobras/Transpetro e pela equipe da LENC, além dos voluntários estabelecidos pelo Consórcio OSBAT II. Na execução do Plano de Gestão, os impactos gerados e aqueles que poderão ocorrer em decorrência da obra, são avaliados com critérios pré-defi nidos e, quando necessário, são adotadas novas ações para controle dos mesmos. Executada essa etapa, é efetuada a Avaliação do Desempenho Ambiental do empreendimento, de acordo com a NBR ISO 14031, com atribuições de conceitos de desempenho. Diariamente, uma equipe técnica multidisciplinar, realiza o levantamento de um conjunto de dados e informações, que possibilitam o acompanhamento comparativo do desempenho ambiental da obra ao longo dos meses, de acordo com os critérios e indicadores definidos, como resumiu na reunião em São Bernardo do Campo, a responsável técnica da LENC no projeto, a geóloga doutora Célia Maria Garibaldi. Na mesma reunião, finalizando a apresentação, o coordenador de QSMS do IETEG/IETR/CMSPCO da Petrobras, Sidney Luiz, destacou que “através dessa ferramenta é possível acompanhar o desempenho ambiental em cada etapa da obra e considerar o empreendimento encerrado somente quando os indicadores apontarem níveis adequados de qualidade ambiental”. Petrobrás exige qualificação técnica de alto nível Segundo o engenheiro Paulo Roberto Miranda Serra, responsável na LENC pelo contrato de Gestão Ambiental do oleoduto, “a excelência das atividades de gestão e a competência técnica exigidas pela Petrobrás em contrato os parceiros a realizar uma atuação de alto nível”. A área de Meio Ambiente e Geotecnia é uma das sete frentes de atuação da LENC. Nessa área, a empresa executa projetos de análise de impacto ambiental, investigação e sondagem, e programas de gestão ambiental, incluindo investigações geológico-geotécnicas, instrumentação e ensaios em laboratório e no campo, licenciamento e avaliação de impacto ambiental, supervisão e auditoria ambiental, avaliação de desempenho e recuperação de áreas degradadas, investigação e gestão de passivos ambientais, ensaios específicos desenvolvidos para estudo de solos tropicais. Para atuar no contrato com a Petrobrás/Transpetro, a equipe de especialistas da LENC aprofundou-se no estudo completo do plano de gestão ambiental da obra, elaborado pela empreendedora Petrobrás, e nos projetos, estudos e legislação ambientais que subsidiam as informações técnicas e administrativas solicitadas. Os resultados que vêm sendo alcançados pela implementação do projeto, frutos do empenho conjunto da Petrobrás, LENC e empresas do Consórcio OSBAT II, estão construindo essa experiência que servirá como referência para as realização de obras que respeitam o meio ambiente e as gerações futuras.

Postado em Meio Ambiente, Trabalhos Técnicos e ArtigosComentários (0)

  • +Lidos
  • Últimos
  • +Comentados
  • Tags
  • Assine